banner_npr

Certificados e Informações – clique aqui

O EVENTO CONTOU COM MAIS DE 1500 INSCRITOS

Nos dias 8, 9 e 10 de agosto foi realizado no Centro Universitário Aparício Carvalho – FIMCA a II Jornada de Psiquiatria de Rondônia, com o Tema Psiquiatria Contemporânea, evento foi organizado pelo Núcleo de Psiquiatria de Rondônia – NPR e Associação Médica Brasileira/Rondônia.
Na edição de 2019 a II Jornada de Psiquiatria de Rondônia, superou todas as expectativas de público. Foram mais de 1.500 inscritos nos três dias de evento, tornando-se referência como o maior evento regional da Psiquiatria no Brasil.
O evento teve como objetivo celebrar o conhecimento e a informação, apresentar as inovações da área para a promoção da saúde, com intuito de promover a atualização, aquisição de conhecimentos e uma oportunidade para troca de experiências entre médicos psiquiatras, graduandos, alunos de pós-graduação, residentes médicos e outros profissionais da área da saúde e pesquisadores, sobre as novas tendências e demandas da Psiquiatria no Brasil e no Mundo. Foram mais de 50 horas de atividades, com importantes temas na área da Psiquiatria, apresentados e discutidos por ilustres convidados que aceitaram o convite para participar nos 3 (três) dias de evento, ministrando conferencias, minicursos, casos clínicos e mesas redondas. Os participantes da Jornada tiveram a oportunidade de submeter trabalhos na mostra cientifica, sendo premiados os melhores pôsteres.
Para realização da II Jornada de Psiquiatria de Rondônia o evento, contou com o apoio da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, Associação Médica Brasileira, Conselho Federal de Medicina, Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia, Centro Universitário Aparício Carvalho, Faculdade Metropolitana e da Liga de Psiquiatria de Rondônia.
O evento reuniu palestrantes do Estado de Rondônia e de outros Estados no Brasil, nas diversas atividades, com conferências, minicursos, casos clínicos e mesas redondas, tendo como tema central a psiquiatria contemporânea, contribuindo com o avanço e atuação dos profissionais da saúde, além de aprimorar e qualificar os participantes para realizar melhor o atendimento à sociedade.
A II Jornada de Psiquiatria de Rondônia, foi transmitida ao vivo com transmissão simultânea em três canais de televisão, Rede TV- canal 17, TV Porto Velho – canal 10 da NET, TV Cultura – canal 25. Foi também transmitida on line pelo YouTube e pelo Instagram, e ainda, teve a cobertura dos telejornais do SBT – Canal 13, TV Bandeirantes – Canal 9, Rede Record – canal 10, e diversos palestrantes entrevistados no Programa Sala de Opinião da TV Porto Velho.


INSCRIÇÕES ABERTAS

CURSO DE ESQUIZOFRENIA – PERSPECTIVAS E TRATAMENTOS – 21 DE SETEMBRO

banner_npr

Confira nossa galeria de fotos do curso de Esquizofrenia com Dr. Itiro Shirakawa

Clique aqui para se inscrever


Bem Vindo ao NPR




O NPR – Núcleo de Psiquiatria de Rondônia é uma entidade sem fins lucrativos, representativa dos psiquiatras do Estado de Rondônia que trabalham para a garantia da Defesa Profissional, da atualização e da congregação dos profissionais dentro dos parâmetros da Associação Brasileira de Psiquiatria.

O Núcleo de Psiquiatria de Rondônia também defende um sistema que dê à população um atendimento de qualidade e informações necessárias à compreensão dos transtornos mentais para seus portadores e familiares e que contribua para a melhoria da assistência em saúde mental em Rondônia!

Neste sentido, visando o aprimoramento dos serviços prestados e a qualidade de vida do profissional e do paciente temos como base norteadora a Promoção dos direitos humanos dos indivíduos com transtorno mental e bem como a seus familiares; a Ética, que é o respeito para com a conceitualização da psiquiatria e do transtorno mental; A Ética da responsabilidade do psiquiatra com relação ao direito, tratamento e sigilo sobre o paciente que é doente mental; A Ética, que deve sempre educar para a diminuição do estigma em relação ao doente mental e suas repercussões; Garantia do direito do doente mental e seus familiares à saúde integral, com acesso às melhores terapêuticas disponíveis fundamentadas em evidências científicas; promoção da participação do usuário do serviço e seus familiares na avaliação do modelo terapêutico aplicável, assim como estimulação da supervisão e avaliação constantes; Defesa da adequada destinação de recursos financeiro, em especial os recursos  públicos, para qualificar a assistência;  Influenciar sobre políticas e elaboração de leis que garantem a universalização do acesso a assistência.

Esperamos contar com a colaboração de todos! Sejam bem vindos!


Como saber se seu médico é um psiquiatra qualificado?